A indústria é um dos segmentos mais impactados pela transformação digital e o processo de robotização veio como um caminho sem volta, cheio de oportunidades, que alavanca a produtividade. Processos complexos agora são automatizados e integrados por tecnologias eficientes e inteligentes, que propõem mais resultados, seja pelos processos mais enxutos, pela gestão mais assertiva de riscos, pela agilidade e qualidade na entrega dos produtos.

Industrialização e transformação digital

Os robôs, diferentemente do que se imagina, não chegaram para substituir os trabalhadores, mas para apoiar um projeto de produção mais eficiente e a boa experiência de todos os envolvidos da industrialização, do fornecimento de insumos ao consumidor final. É uma das pautas da transformação digital e uma forte tendência em todo o mundo – veja nesta matéria mais sobre o fenômeno da transformação digital. É também uma tendência para a indústria brasileira em 2019 – veja mais neste artigo.

Transformação digital e robotização na indústria – Como os robôs podem aumentar a sua produtividade

A primeira coisa que se imagina é que um robô seja uma máquina complexa e autônoma na linha de produção. Alguns até são. Mas a robotização começa por softwares com Inteligência Artificial, que dão a máquina a capacidade de aprender, resolver problemas, atuar com menos riscos de falhas e com autonomia, além de gerar dados estratégicos que possam beneficiar o negócio. E para se ter estes benefícios o investimento não é muito grande – outro mito que se tem sobre as aquisições necessários para a transformação digital.

Procura e crescimento

A indústria possui à disposição soluções muito específicas no mercado que podem colaborar com a produtividade da sua empresa. É um mercado em ascensão, que a cada dia disponibiliza produtos e serviços inovadores. E a indústria brasileira parece buscar cada vez mais este tipo de diferencial, já que mesmo em crise, houve um aumento da procura pelos empresários por robotização.

Para se ter uma ideia, em 2016, foram vendidos aqui 1,8 mil robôs industriais no país – algo muito simplório se comparado à China, que vende cerca de 90 mil unidades por ano, e a Coreia do Sul, 40 mil. Mas 2019, a Federação Internacional de Robótica afirma que a indústria brasileira deve adquirir 400 mil robôs industriais.

Os segmentos que mais contemplam estas aquisições são o setor automotivo, indústria química, de alimentos, bebidas e eletroeletrônica, mas todos os tipos de empresas têm apostado em soluções inteligentes para operacionalizar parte de suas atividades, principalmente com foco na produtividade.

Robotização: mais que uma adequação, um diferencial

O aumento da produtividade é uma consequência do uso de robôs na indústria. Mas ele ocorre de diversas formas:

  • Diminui os custos de produção e prevê novos custos.
  • Ajuda a diminuir erros, falhas e contingências em um processo ainda mais padronizado.
  • Oferece mais agilidade e controle dos processos.
  • Otimiza a uniformização dos produtos.
  • Contribui para os processos de controle da qualidade.
  • Permite à empresa maior competitividade em relação aos seus concorrentes.
  • Gera indicadores e métricas para a melhor tomada de decisão.
  • As máquinas podem ter a capacidade de aprender com o processo.
  • Um robô possui um investimento menos que os custos, tributos e taxas da mão de obra humana.
  • Permite que os colaboradores possam desempenhar atividades mais específicas, com tempo e cautela necessários.
  • Entre outras vantagens.

Veja também: Empresas Multinacionais – O que é preciso saber sobre contabilidade para ter melhores resultados?

Gostou das dicas sobre transformação digital na indústria? Deixe um comentário a seguir e compartilhe estas informações em suas redes sociais. Siga-nos no Instagram!

 

Share This