Internacionalizar sua empresa – 5 dicas essenciais para ter mais resultados

internacionalize sua empresa

A natureza de uma empresa é sempre crescer em busca de maior lucratividade. E muitas vezes o cenário onde se encontra não permite um crescimento tão satisfatório. Além disso, economias em crise fazem com que muitos empreendedores busquem saídas para além do seu território, ainda mais com a globalização e com as vantagens trazidas pela expansão tecnológica ocorrida nas últimas décadas, que diminui distâncias. Uma forma de buscar novos públicos e se destacar da concorrência local, desta forma, é internacionalizar sua empresa.

Para atingir novos clientes e/ou novos mercados e/ou novas tecnologias, é preciso passar por um processo que envolve conhecer a legislação do país de destino e do de origem para estes tipos de negócio, conforme o segmento da empresa; conhecer os tributos, enquadramento e trâmites fiscais; identifica as tendências e oportunidades; entender as necessidades de investimento; etc. É preciso contar com uma consultoria ou empresa contábil que dê apoio neste processo para internacionalizar sua empresa.

O que é internacionalização?

Compreender o processo de internacionalização é o primeiro passo. Trata-se de um processo pelo qual uma empresa entra em um mercado estrangeiro. Partir para o mercado internacional sempre foi uma atividade muito comum em diversos momentos da história do homem e isso ocorre com frequência em diversas culturas. E pode ser que tenha chegado a sua vez de pensar a sua empresa em outros contextos.

Alguns motivos levam uma empresa a querer se internacionalizar:

  • Diversificação do risco: Quando você decide diversificar os riscos, na verdade, diminui os riscos quanto ao seu negócio. Faz com que haja um campo de força sobre a sua empresa, mais apta a lidar com as intempéries do mercado. Se de uma lado, em uma crise, você passa por desafios, de outros há um suporte.
  • Sazonalidade: A sazonalidade do mercado interno pode levar a empresa a buscar novos mercados. Assim, é possível ter lucro o ano inteiro.
  • Oportunidade de mercado: Muitas vezes aparecem oportunidades de novos negócios no exterior – como demanda em mercado estrangeiro, mão de obra abundante, necessidade de consumo dos seus produtos, etc. Quando as tendências favorecem seus produtos no exterior, talvez seja interessante internacionalizar sua empresa.
  • Economia de escala: Se você tem uma grande atuação, terá mais condições de oferecer descontos e vantagens os clientes, mais apoio junto aos investidores e mais variação junto aos fornecedores.
  • Concorrência: Muitas empresas buscam a internacionalização porque a concorrência também está neste movimento. Logo, não se pode dar o luxo de ficar restrito a um só mercado. Por outro lado, pode ser justamente que a concorrência seja brusca em mercado interno e a internacionalização seja um diferencial do seu negócio.

Você quer internacionalizar sua empresa?

Há muitos outros motivos que levam uma empresa a se internacionalizar e é importante reconhecer quais são os seus antes de partir para este processo. Esta análise pode envolver os seguintes questionamentos:

  • Quais os desafios que a sua empresa vai enfrentar?
  • Quais diferenciais possui para ter sucesso em mercado internacional?
  • O que sua empresa faz que a destaca no mercado interno?

Uma vez que isso esteja definido, é hora de saber em que deve investir para internacionalizar sua empresa. É preciso saber como será possível internacionalizar o seu negócio.

  • Como e qual o limite para investimentos para expandir internacionalmente a sua empresa?
  • Qual o ROI esperado?
  • Qual será o capital utilizado para isso? De onde ele vem?
  • Qual o Payback esperado?
  • Qual o ROIC esperado?
  • Qual a TIR e a TMA?

Outro passo é realizar, junto com um profissional especializado de preferência, um estudo de viabilidade. É preciso considerar a aceitação do seu produto em outros mercados, quem será o seu público-alvo, quais as contingências, quais os desafios e oportunidades, se o país oferece incentivo fiscal, etc. Quanto mais completo este estudo, melhor.

Uma dica é solicitar a ajuda de um contador experiente em internacionalização de negócios para fazer um levantamento técnico de tudo o que irá precisar considerando o universo de tributos, documentação, fiscalização, incentivos e até legislação.

O que fazer para internacionalizar sua empresa?

Vejamos agora um passo a passo para internacionalizar sua empresa:

Análise de segmentação de mercado – Nesta etapa, é preciso fazer um levantamento se o seu produto será vendido no mercado de destino. É preciso entender os fatores macros do ambiente externo que podem afetar o negócio e a viabilidade na prática.

Criar Estratégia e Plano de Negócios – É a fase de desenvolver uma estratégia e um plano de negócios que impulsionem o crescimento do seu negócio em outro mercado. Isso inclui a definição de estratégias em todos os prazos, as metas e objetivos, as métricas e critérios, a estratégia, o orçamento dedicado, o pleno de expansão, etc.

Adequação do produto – Prepare o seu produto conforme as normas, expetativas do público e superação da concorrência local.

Adapte a sua empresa – A empresa precisa estar preparada para as atividades nesta nova cultura:  adequação de idioma, de regulamentação ou alfandegárias, políticas para uma operação internacional, atendimento adequado, etc.

Defina o orçamento – Crie uma estratégia de orçamento para os três-cinco primeiros anos.

Relacione-se com o mercado de destino – Entrar no mercado local significa interagir com outras empresas.  É importante encontrar fornecedores, parceiros, serviços adequados, etc.

Estratégias de internacionalização de empresas

E como você vai internacionalizar sua empresa de fato? Qual será a estratégia utilizada? Você tem algumas opções:

  • Exportação – É a prática mais comum. Você precisará, neste caso, de menor valor de capital e enfrentará menos riscos, e ainda será mais fácil a adaptação.
  • Franchising – Atuar como um franqueado pode ser uma boa opção. Terá que pagar uma pequena taxa e royalties à franqueadora. O modelo de negócio em geral é testado e tem uma estrutura inicial que requer menos investimentos.
  • Joint Venture – É o acordo comercial entre duas ou mais empresas, de ramos iguais ou diferentes, que juntam seus recursos para realizar uma tarefa específica, por período determinado. Pode ser uma fase de adaptação interessante para conhecer bem o mercado e ainda ter apoio local.
  • Investimento Direto – Neste caso, a internacionalização ocorre por aquisição total ou parcial de uma empresa já existente em um mercado estrangeiro ou pela criação de uma nova empresa. Há muitas possibilidades e vantagens para esta possibilidade, sendo possível ainda integrar as estratégias já citadas.

Veja mais dicas sobre como internacionalizar o seu negócio neste material produzido pelo Sebrae.

Veja também: Como construir uma equipe de alta performance

O que achou das dicas sobre como internacionalizar sua empresa? Deixe um comentário a seguir e compartilhe estas informações em suas redes sociais!

Artigos Recomendados