Skip to content

Gestão de ONGs – Como ter resultados no terceiro setor

gestão de ONGs

As ONGs – Organizações Não Governamentais atendem a várias demandas que a iniciativa privada e o Estado não suprem, em diferentes áreas. Por isso, são tão importantes e é uma tendência em todo o mundo.

E quem trabalha no terceiro setor sabe o quanto é desafiador manter projetos dentro do planejamento e ainda garantir ótimos resultados que mudam a sociedade ou que atraiam investidores. Por isso, a seguir, selecionamos algumas dicas de gestão de ONGs que podem fazer a diferença na sua rotina. Confira!

A importância das ONGs

As ONGs – Organizações não Governamentais são instituições em fins lucrativos que pertencem ao chamado terceiro setor. Estas instituições são um dos públicos da OSP Contabilidade – na nossa equipe contamos com especialistas em contabilidade para este tipo de organização.

É válido ressaltar inclusive que a contabilidade tem um papel essencial na gestão de ONGs, pois é importante documentar e comprovar toda a movimentação contábil e financeira da entidade, para garantir a credibilidade e transparência das mesmas junto à sociedade.

Essencialmente, as ONGs atuam em diversas áreas em que os recursos governamentais e privados não chegam, sendo em projetos de segurança e preservação ambiental, culturais, sociais, socioeducativos, de geração de renda e desenvolvimento regional, entre outras áreas de atuação.

Dicas para a gestão de ONGs – Conquiste mais resultados

Veja a seguir algumas dicas de gestão de ONGs que podem ser úteis à sua instituição:

Planejamento

O planejamento anual ou por período é o primeiro passo da gestão de ONGs. Considere os aspectos financeiros, contábeis, administrativos, de divulgação e marketing, os relativos aos projetos e atividades, entre outros. É possível fazer economia e direcionar melhor os esforços quando se tem perspectivas de seus objetivos e condições.

Indicadores de resultados bem definidos

Como saber se a ONG está crescendo? Através de indicadores de gestão de ONGs. É algo cada vez mais comum entre as ONGs estrangeiras e brasileiras.

Eficiência, despesas com projetos, produtividade, qualidade do serviço, capacidade de execução, turnover, entre outros são exemplos destes indicadores.

A dica é pesquisar quais são os mais utilizados por outras entidades ou mesmo criar seus próprios indicadores, conforme a necessidade e natureza da entidade. Tê-los fará a diferença na hora de captar recursos e criar novos projetos, bem como tomar decisões.

Documentação em dia

Outra ação necessária na gestão de ONGs é manter sempre a documentação contábil e financeira em dia. Para isso, será necessária uma assessoria contábil especializada.

Também é algo necessário para prestar contas e captar recursos. Entre os documentos obrigatórios que devem estar atualizados estão as Demonstrações de Resultado, o Balanço Patrimonial e as demonstrações mensais da organização – passivos tributários e trabalhistas, receitas e custos, etc.

Outros documentos que devem estar em dia são o CNPJ, CND – Certidão Negativa de Crédito, CNDT – Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas, Certificado de Regularidade do FGTS, CTI – Certidão Tributária Imobiliária.

Reservas de emergência

Assim como as empresas privadas comuns, as ONGs podem se deparar com emergências, contingências e desafios. É importante em seu planejamento considerar uma reserva de emergência, para ser utilizado em cenários mais desafiadores – como questões trabalhistas, baixa na captação de recursos, aumentos nos valores de recursos necessários e gastos, etc.

Veja ainda esta matéria especial sobre como obter os melhores resultados no terceiro setor.

Contabilidade para o terceiro setor

Como dito anteriormente, a contabilidade para terceiro setor é essencial na transparência de suas atividades. É ela quem apresenta comprovantes financeiros e contábeis da sua rotina, imprescindível para se manter sustentável e em funcionamento, além de permitir a evolução de seus projetos junto à sociedade.

A OSP Contabilidade há décadas trabalha no atendimento destas organizações e possui uma equipe especializada no segmento, que podem oferecer indicações de oportunidades e vantagens na gestão de ONGs. Fale com um de nossos consultores e saiba como ter mais resultados em seus projetos!

Veja também: Regime de Competência – O que é? Como fazer?

Gostou das dicas sobre gestão de ONGs? Deixe o seu comentário e compartilhe este artigo em suas redes sociais. Siga a OSP Contabilidade no Instagram!

Compartilhe: