A cada dia, a contabilidade digital tem se tornado uma necessidade para as empresas que desejam ter os melhores resultados e algo essencial para os próximos anos. É um conceito oriundo da chamada transformação digital, uma fase de transição pela qual empresas e pessoas vêm passando e integrando cada vez mais aos meios e recursos digitais.

A contabilidade digital – veja mais nesta matéria – é pautada por tecnologias digitais de alta performance, como a Inteligência Artificial, por exemplo. Isso ocasionou muitas mudanças no setor de contabilidade, com processos mais dinâmicos, tarefas operacionais automatizadas e precisas, dados geridos dinamicamente e rotinas integradas, que passaram a gerar indicadores e métricas para uma decisão mais estratégica. Novos serviços contábeis surgiram e os contadores precisaram se renovar e buscar novos conhecimentos.

O que é blockchain?

Um conceito que tem destaque atualmente é o blockchain, que será cada vez mais popular no Brasil e com certeza, já é um caminho sem volta. Para se ter uma ideia, blockchain é uma lista crescente de registros, em blocos, que estão vinculados e protegidos usando criptografia. Cada bloco está vinculado a um bloco anterior, data e hora (timestamp).

Na contabilidade, assim como nas transações on-line – como o mercado financeiro e as criptomoedas – esta tecnologia tem um impacto muito significativo, o conceito controla, registra e assegura as transações com segurança de dados. É como um livro digital em que as transações são registradas cronologicamente e podem ser visualizadas por todos os que têm acesso. Isso indica uma tendência de novos produtos e serviços conduzidos pelos meios digitais. Além disso, há uma descentralização de informações e maior transparência para os processos.

Vantagens para todos e impactos na contabilidade

Para se ter uma ideia, o blockchain se baseia em uma rede pública, decentralizada (sem servidor onde as informações ficam armazenadas) e os dados ficam à mercê de mineradores ou full nodes, ou seja, de milhares de computadores, conectados a uma rede através da internet, onde cada computador tem todos os dados e informações referentes a todas as transações.  Todos usuário da rede pode consultar qualquer transação realizada.

Com esta tecnologia, os dados de suas transações bancárias não estão centralizadas em bancos, que cobram pelos serviços de gerenciamento ou custódia dos valores, por exemplo. A criptografia e rotinas de autenticação são autovalidadas e a custódia do seu dinheiro é feita por você. Isso é só um exemplo.

blockchain

No âmbito da contabilidade, que lida todos os dias com um grande fluxo de informações das empresas, estas não estarão mais armazenadas em grandes servidores com seus esquemas de validação e segurança de dados e nem são mais repassadas por sua empresa ao escritório de contabilidade. Todas transações financeiras estarão em um banco de dados público e decentralizado (blockchain), os contadores poderão acessar essas informações diretamente.

O mesmo pode-se dizer das informações tributárias que a empresa deve enviar para o fisco: o governo poderá acessar diretamente essa base de dados e não haverá a necessidade de empresas ou contadores fornecem informações ao governo. Os certificados digitais, muito comuns nas transações financeiras e fiscais deixarão de existir, já que a tecnologia blockchain tem a sua própria criptografia.

Estes são apenas alguns exemplos das mudanças trazidas pelo blockchain. Mas estas transformações tendem a ser mais profundas e requerem tempo de adaptação, pois se trata de um novo paradigma cultural e econômico, que vai revolucionar a forma como nos relacionamos digitalmente.

Veja também: Terceiro setor – Como a contabilidade pode otimizar novos projetos e negócios

Gostou das novidades sobre blockchain? Deixe um comentário a seguir e compartilhe estas informações em suas redes sociais. Siga-nos no Instagram!

Share This