Elisão Fiscal – Como pagar menos impostos?

Elisão Fiscal

Que gestor não deseja pagar menos impostos de forma lícita? Será que isso é possível? A resposta é sim! A Elisão Fiscal é um conjunto de estratégias cujo objetivo é justamente reduzir a carga tributária por meio da omissão do fator gerador do tributo. Isto é, o planejamento tributário permite apontar opções dentro da legislação para fazer ajustes sem burlar o pagamento dos impostos. Veja mais a seguir!Continue reading

Compartilhe:

Employee Value Proposition (EVP) – O que é? Quais as vantagens?

Employee Value Proposition

Nem sempre o salário e os benefícios são suficientes para atrair e manter os talentos de uma empresa. Para manter uma equipe engajada, a empresa deve estar preparada para oferecer muito mais – e isso pode impactar nas suas finanças e na produtividade positivamente. O conceito de Employee Value Proposition é algo novo que veio para solucionar problemas de turn over e elevar a empresa como uma local excelente para se trabalhar. Veja mais a seguir!Continue reading

Compartilhe:

Metodologia OKR – Como utilizar para ter mais resultados em 2022?

Metodologia OKR

Há em evidência muitas metodologias e ferramentas de gestão que ajudam as empresas a terem mais resultados, a construírem uma realidade prevendo objetivos, estratégias e conquistas em determinado período. Entre elas, de destaca a Metodologia OKR, usada por grandes empresas de todo o mundo e amplamente conhecida aqui no Brasil. Logo, se você almeja bons resultados ainda em 2022, vale a pena conhecer e colocá-la em prática!Continue reading

Compartilhe:

Contabilidade para empresas de Tecnologia – 5 dicas para ter mais crescimento

empresas de tecnologia

As empresas de tecnologia estão em franca ascensão e a contabilidade pode ser uma grande aliada em seu crescimento, não apenas oferecendo apoio burocrático, mas apontando soluções e oportunidades de forma estratégica. Com foco no crescimento, confira algumas dicas contábeis e boas práticas que pode impulsionar a sua startup ou empresa de TI!Continue reading

Compartilhe:

Dívidas Tributárias – 10 dicas sobre como liquidar as dívidas do seu negócio

dívidas tributárias

A sua empresa possui dívidas tributárias? É importante, neste caso, buscar boas práticas para liquidá-las o quanto antes. Isso porque elas podem virar uma verdadeira bola de neve, resultando em multas, perdas significativas e até punições por parte das entidades fiscalizadoras. A seguir, confira 10 dicas para lidar com o problema!Continue reading

Compartilhe:

Empresas em recuperação judicial – Mitos e verdades sobre bens

recuperação judicial

É certo que muitos negócios sucumbiram à pandemia de COVID e outras, por motivos próprios, entraram em uma fase de recuperação judicial. No entanto, há muitos mitos sobre esta condição e é preciso esclarecer quais os limites e permissões para empresas que tentam se recuperar. A seguir, veja alguns mitos e verdades sobre o assunto!

Toda empresa em recuperação judicial irá à falência?

Mito! É justamente o contrário! O objetivo da recuperação judicial é auxiliar as empresas em sua recuperação financeira, possibilitando o equilíbrio em seu endividamento e pagamento dos credores segundo sua capacidade de geração de caixa.

Empresas em recuperação judicial – O que é?

Antes da falência ou complicações tão sérias, há um processo que visa recuperar empresas que estão com problemas especialmente financeiros. Logo, a recuperação judicial não é o fim de um negócio, mas uma maneira de recuperar a sua saúde junto ao mercado.

Trata-se de um processo no qual cria-se um acordo entre uma empresa que está passando por dificuldades financeiras e seus credores (como fornecedores ou trabalhadores, por exemplo), com o total intermédio da justiça.

A recuperação judicial acontece apenas no caso de má gestão?

Mito! Nem sempre a empresa precisa se recuperar judicialmente por causa da má gestão, apesar desta poder ser uma das causas do problema. Vale ressaltar que muitos fatores podem contribuir para que uma atividade empresarial possa entrar em crise, como a elevação da taxa cambial (dólar), recessão econômica e problemas políticos ou sociais (como foi o caso da pandemia), taxas de juros, concorrência desleal, etc.

A empresa em recuperação judicial não precisa pagar seus credores?

Isso é um mito! Primeiramente, toda empresa precisa cumprir suas obrigações sejam elas financeiras, tributárias, trabalhistas ou sociais. Quando a empresa entra em recuperação judicial, primeiramente precisa ter o seu pedido de recuperação judicial deferido junto à justiça e precisa comprovar por meio de balanços e fluxos de caixa que preenche os requisitos para obter o benefício legal. Além disso, os bens não são necessariamente comprometidos para o pagamento de dívidas.

Trata-se de um benefício para aquelas empresas que tenham a capacidade financeira de honrar suas dívidas em condições estabelecidas. As condições de pagamento são estabelecidas junto aos credores e têm mediação e acompanhamento judicial.

A empresa ganha desconto no pagamento de suas dívidas na recuperação judicial?

Verdade! Conforme o processo, o pagamento da dívida pode contar com benefícios como a carência, deságio (descontos), taxas de juros menores, prazos alongados de pagamento, etc. Estes devem constar do plano de recuperação apresentado pela empresa. Para entender melhor sobre estes benefícios, converse com um advogado especialista ou um contador.

Os credores podem participar da recuperação judicial?

Verdade! No caso de recuperação judicial, conforme a nova lei, é possível a participação ativa dos credores na reestruturação da empresa, colaborando com sugestões e recursos que viabilizem o processo.

Empresa em recuperação judicial jamais sai desta situação?

Mito! A atual lei de recuperação de empresas atual pressupõe que o processo, do início até o final, ocorra em no máximo 2,5 anos, sendo seis meses até a aprovação do plano e mais 2 anos de acompanhamento pelo Administrador Judicial, onde este verificará o cumprimento das obrigações assumidas no plano. Mesmo que as dívidas tenham um prazo maior para serem quitadas, a empresa ficará em recuperação judicial em apenas 2 anos.

Veja também: Contabilidade para Empresas de Tecnologia – Um serviço diferenciado

Gostou das dicas sobre empresas em recuperação judicial? Deixe o seu comentário e compartilhe estas ideais em suas redes sociais. Siga a OSP Contabilidade no Instagram!

Compartilhe:

DIRF 2022 – O que é? Como fazer?

DIRF 2022

A DIRF 2022 é a Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte. Neste ano, o prazo para o envio é até o fim de fevereiro e deve ser realizado pela fonte pagadora, ou seja, empregadores e contratantes. É preciso ainda ficar atento ao calendário disponibilizado pelo governo. A seguir, confira mais detalhes!Continue reading

Compartilhe:

5 habilidades empresariais que você precisa ter

habilidades empresariais

Sempre no início de cada ano, é importante rever quais são as suas habilidades empresariais e competências empreendedoras para saber o que merece ser transformado. Trata-se de uma reflexão sincera sobre as suas capacidades como gestor e como adquirir novas competências que favoreçam o seu trabalho, o seu negócio e o seu desenvolvimento pessoal. A seguir, destacamos algumas habilidades empresariais muito requisitadas em qualquer segmento!Continue reading

Compartilhe: