Mesmo que as perspectivas atuais para os profissionais especializados estejam difíceis com a crise política e econômica que assola o país, há um segmento em que há uma carência de talentos e em que muitos profissionais têm se destacado em suas carreiras. É a área de investimentos com profissionais de formação em Ciências Contábeis.

Em tempos de crise

Mesmo que o governo tenha anunciado recentemente mais de 175,4 mil novas vagas com carteira assinada, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a maioria se destina aos profissionais de baixa formação e às funções de baixa complexidade. Profissões altamente especializadas, como as Engenharias, por exemplo, sofrem com a pior derrocada de todos os tempos.

A resolução da situação, em geral, também começa com os profissionais menos qualificados e passa a favorecer em escala as outras profissões. Conforme a economia vai se estabilizando, os investimentos em determinadas áreas começam a se intensificar, gerando uma cadeia de demandas e a todos os profissionais.

mercado de trabalho

Um dos setores que servem de termômetro para a economia é a Construção Civil, que está em queda. Há poucos investimentos no setor e, consequentemente, pouca demanda funcional. Isso explica o exemplo acima, de que os engenheiros, assim como outras profissões especializadas estão mais limitadas atualmente no mercado de trabalho.

Exceções no mercado de trabalho

Além de profissionais de serviços essenciais, como educação e saúde, há alguns profissionais especializados, que têm se destacado no mercado de trabalho são os especialistas em investimentos, o que indica uma mudança da situação que não parte de sua base, mas justamente dos ativos financeiros que aquecem a economia.

Atualmente, temos visto uma série de novas oportunidades para investidores, de todos os portes, inclusive de pessoas comuns. Isso fez com que novas funções exigissem profissionais capacitados, não apenas no setor financeiro exclusivamente, mas em Contabilidade, por exemplo.

mercado de trabalho

Elaborar planos de investimento e de contenção, trabalhar em financeiras e em fundos de investimentos, em capital venture e até em fintechs (startups de tecnologia financeira – segmento que cresce muito em todo o mundo) são eventuais demandas destes profissionais, que encontram no mercado de trabalho mares calmos e muitas oportunidades de atuação.

Veja também: Plano de negócio – 10 dicas para desenvolver o da sua empresa

Você sabia que as profissões ligadas a investimentos estão liderando o mercado de trabalho? Deixe um comentário!