No fim de julho, fora comunicada a dívida total do Fundo de Garantia por tempo de Serviço (FGTS) pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, e o rombo é grande: R$ 24,7 bilhões. Isso significa que cerca de 200 mil empregadores possuem pendências com o fundo, e isso afeta 8 milhões de trabalhadores.

Um retrato do Brasil nas condições do FGTS

Contudo, vale dizer que este número considera todos os devedores do FGTS – os que ainda podem ser cobrados e os que tiveram a exigibilidade suspensa por algum motivo. Deste montante, 307 são órgãos de administração pública, como prefeituras.

fgts

O problema só veio a público com maior destaque quando muitos trabalhadores foram impedidos de retirar os valores devidos nesta campanha do governo, dos saques de FGTS em contas inativas que ocorreram em todo o país.

Quem são os maiores devedores do FGTS?

A lista de devedores, que é pública, foi divulgada recentemente. Isso serve para o trabalhador que, ao constatar que foi lesado, pode tentar reaver o dinheiro. Para se ter uma ideia, as 20 empresas com as dívidas mais altas somam cerca de 8% do valor total atrasado que é devido ao FGTS, com quase R$ 2 bilhões. A má notícia é que nas principais devedoras, pelo menos 10 empresas estão falidas e algumas estão em recuperação judicial – algumas entidades públicas, inclusive. De clubes de futebol, hospitais, universidades, mantenedoras e

Confira as 20 maiores empresas devedoras de FGTS:

Empresa Dívida com o FGTS
Varig R$ 643 milhões
Vasp R$ 149 milhões
Associação Sociedade Brasileira de Instrução (Asbi) R$ 120 milhões
Sociedade Universitária Gama Filho R$ 100 milhões
TV Manchete R$ 97 milhões
Eletropaulo R$ 89 milhões
Laginha Agro Industrial R$ 89 milhões
SMAR Equipamentos Industriais R$ 74 milhões
Associação Superior de Ensino Nova Iguaçu R$ 73 milhões
Teka Tecelagem Kuehnrich R$ 66 milhões
Associação Educacional São Paulo Apostolo (ASSESPA) R$ 60 milhões
Bloch Editores R$ 58 milhões
Zihuatanejo do Brasil Açúcar e Álcool R$ 56 milhões
Jornal do Brasil R$ 49 milhões
Associação Itaquerense de Ensino R$ 47 milhões
Gazeta Mercantil R$ 47 milhões
Ebid Editora Páginas Amarelas R$ 46 milhões
Município de Itabuna (BA) R$ 42 milhões
Rádio Difusora São Paulo R$ 40 milhões
SA Leão Irmãos Açúcar e Álcool R$ 40 milhões
TOTAL R$ 1,99 bilhão

 Fonte: PGFN

As empresas tentam se justificar

Cada empresa, conforme artigo publicado no Portal G1, dá a sua versão da história. Como é o caso da Eletropaulo – os responsáveis alegam que a dívida, de R$ 86,6 milhões, na verdade, refere-se a uma ação, ainda em andamento, de suposto débito do fundo, relativo ao período de 1993 a 1998, em que a empresa de energia era estatal.

Já a prefeitura de Itabuna, conforme a matéria, enviou nota afirmando que não consegue fazer a quitação da dívida dentro das regras exigidas pela Caixa Econômica Federal, que suspendeu um parcelamento da dívida, assumida em 2013.

Muitas empresas ainda tentam o parcelamento da dívida junto às entidades do governo; outras, principalmente as que se encontram em processo de falência, não se pronunciaram sobre o que buscam fazer para resolver a situação.

Veja também: Aumento de impostos confirmados pelo governo assusta empresários

Gostou da matéria? O que acha sobre o assunto? Deixe um comentário?